Para “Tópicos de crítica” II

A postagem de hoje tenta unir o útil ao agradável. Claro está que os dois textos de Freud – “Escritores criativos e devaneios”  e “Recordar, repetir, elaborar” são o pano de fundo, sobretudo o segundo. Acima de tudo o segundo! Do outro lado, está o romance de José Luiz Passos que vocês já leram, estão […]

Para “Tópicos de crítica” I

Boa tarde! Como combinado em nosso encontro de ontem à noite, abaixo vocês têm a primeira postagem referente às quatro aulas que a mim couberam na reditribuição dos encargos da Cilza, afastada para tratmento médico e pós-doc. Como eu disse, hoje a postagem se refere aos textos de Freud, indicados previamente para leitura, sobre os […]

A moeda

Vai se enganar quem está esperando por um texto que fale de dinheiro, de numismática ou de economia e quejandos… Engano redondo. Redondíssimo. A metonímia aqui é por conta de expressão popular já há muito desgastada, em que pese sua permanência no sentido prático de quase tudo: “toda moeda tem dois lados”. Cara ou coroa, […]

Ainda uma vez

Ainda não acabei de ler o livro de Martim Vasques da Cunha. Um cartapácio de 628 páginas de puro deleite para os olhos e o cérebro de qualquer leitor interessado. Ele leva o título de A poeira da glória: uma (inesperada) história da literatura brasileira. Atenção: só usei “cartapácio” por soar bem, me agrada, é uma […]