De um romance qualquer – 1

“Olho para as fotos e logo me apaixono… Eles são tão bonitos, têm corpos tão perfeitos (dentro dos padrões que parecem vigir e expressar a verdade)… Mas que coisa… Não consigo explicar o que se passa: a imaginação sempre ajuda, a isenção falha, a vontade impera e eu continuo me sentindo parte de suas vidas. Eles sequer sabem que eu existo e se soubessem bem, não sei especular por aí… Não sou único e a certeza dessa certeza me deixa pensar que, afinal de contas, o mundo é feito de ilusões, de conquistas, de desastres, de sonhos, de decepções e encontros, desencontros do destino e a fatalidade imponderável de estar vivo. Só isso, estar vivo, já bastaria para encher as páginas de todos os cadernos disponíveis. Mas nem todo mundo escreve. O negócio é que eu olho para eles e fico pensando no que é que eles poderiam estar pensando quando foram fotografados, filmados, maquiados, tocados, usados. Onde é que fica o livre-arbítrio deles? Fico imaginando se alguns deles (será que é a menor parte?) ficam pensando que querem estar longe dali o mais rápido possível. E começo a sonhar de novo. Se eles cruzassem comigo, poderiam se apaixonar instantaneamente, de uma maneira fulminantemente incontornável. Isso faria com que eles vencessem qualquer obstáculo e, sem qualquer pudor, se colocassem diante de mim e dissessem isso: eu quero ficar com você. Não ficar, ‘ficar’, mas ficar… mesmo! De maneira que não é possível pensar em outra maneira qualquer. Bobeira? Tontería? Imaginação? Qualquer nome vai servir para identificar isso que ocorre com todo e qualquer ser humano, basta estar vivo. Quem negar, mente, ou não consegue enxergar o óbvio ululante… Ontem foi mais uma terça-feira de outono…”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: