Problema

22 de abril de 1992. Esta foi a data em que eu comecei a trabalhar na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), por mim apelidada de Universidade Federal Sado-Masoquista! Declino do direito de explicar o porquê… Entrava, então, para o famigerado universo da universidade “pública, gratuita e de qualidade” (sic!). Ainda não fazia parte da república dos “ph-deuses”. Com a graça de Deus, e um tanto de esforço próprio, tenho conseguido manter-me fora desta “república”. Bom… No começo, como se diz por aí, “cheio de amor pra dar”, eu acreditava que a “academia” era um “espaço” em que eu poderia dar e chancelar a minha “contribuição intelecual”. A sala de aula era o “meu espaço” (continua sendo!) e lá eu “cantava de galo” (continuo cantando?!). Já fui carrasco, já fui o “temor das multidões”, já ouvi muito xingamento, já ouvi elogios, já passei por poucas e boas. Quem ainda não?! Mas as surpresas continuam, como a quem vem de lá, do sul, dos pampas, na letra de uma amiga (ex-aluna) e que me fez, mais uma vez, pensar nisso: dar aulas, ensinar, formar, educar e quejandos!

image

As cuidadoras do meu pai já provocaram inúmeros dissabores, mas, às vezes, aparecem umas criaturas que, sinceramente…

A cuidadora me indaga: – A senhora é professora?

Eu: Sim, sou professora de literatura.

Ela: Aiiinnnn….literatura? Odeio!!!

Eu: É…também posso dar aula de língua portuguesa…

Ela: Também não gosto!

Eu (adorando provocar!): Então, tu deves gostar de Matemática, Física ou Química…

Ela: Não, imagina!.. Se, um dia, eu for alguém na vida, eu quero ser professora de Letras.

Silêncio…meus neurônios tiveram dificuldade para processar a informação.

Eu (com a cara mais séria do mundo): E o que faz uma professora de Letras?

Ela (peito estufado, cheia de sabedoria): Ora, lida com poesia…

Eu: Mas que tipo de poesia?

Ela: Ora, só tem um tipo de poesia, né? Aquela com rimas…

Eu: Ah, sei…”Amor é fogo que arde sem se ver / é ferida que dói e não se sente / é um contentamento descontente…”. Conhece?

Ela: Não, nunca ouvi. Eu gosto é de poesia parnasiana, aquelas que são feitas com rimas, em sonetos, que nem o Vinícius de Moraes.

Eu: Ah… (meus neurônios não admitiram a possibilidade de aprofundar a questão!).

Fiquei rindo da situação inusitada, mas não posso negar que me preocupei: o que será que estão ensinando, nas escolas, como sendo literatura?

Alerta

9 respostas para “Problema”.

  1. Zé, amado!
    Taí, não sei te responder nauuuummm. Vendo minha caçula, no segundo ano do ensino médio, e os livros que os professores pedem prá comprar (Goethe, Gumarães Rosa, Joaquim Manuel de Macedo, etc) quero até acreditar que estão dando literatura…mas quando vou conversar com ela sobre os tais…nem queira saber as respostas que me dá!!!! Aqui, queria pedir uma ajuda sua no post de hoje, posso? Você é um ser recheado de criatividade e bom humor (Graças a D’US)!
    Beijuuss n.c. do lado de cá do Atlântico

    http://www.toforatodentro.blogspot.com

  2. Pois é meu bem… O negócio é bem este: muitos professores andam “mandando” os alunos “cmprarem” os livros. Mas eles não “ensinam” a “ler” e, pior, eles mesmos não leem!
    Pode pedir o que qusier, querida!
    beijinho

  3. Imagina… Como eu já disse: esquisita só em Espanhol!
    😉
    beijinho

  4. O teu dia do descobrimento. Saudade, ficou isso.

    Beijo

  5. Como você, ‘tô boba, Izildinha’! Depois quando americano fala que a capital do Brasil é Buenos Aires, fico pensando; que ‘aires’? Inguinorânça é tudo ingual, e pode piorar… Bjs

  6. Eu de novo: outro dia, num capítulo de novela da Loura Platinada, Zezé Polessa, impagável como sempre, mesmo como vilã, diz para a filha comprar os livros tais e tais e ler a orelha, como a maioria faz, e depois fingir que é muito culta, letrada, lida… Num falei que ia piorar?… Eu avisei! Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: