Diário de viagem 7– sexta

 

Quem diria… A coordenadora agradou. Texto doce, calmo, claro, abrangente e quase sem os ademanes acadêmicos de praxe. Uma delícia quase ofuscada pelo misto de ogro e sapo. Um sujeito asqueroso, com pronúncia insuportável, lendo texto sem a menor graça, sem sentido. Saí no meio da última comunicação: a da senhora de cabelos brancos e uma experiência que tem feito escola. Sala cheia e atenção silenciosa. Mas saí: total ignorância sobre o assunto.  Foi a chave de ouro. Pensei em ficar para a conferência de encerramento, mas encerrei expediente mais cedo. Voltei para o hotel para me preparar para um jantar maranhense.

O jantar: peixe e camarão, arroz de cuxá, purê de batatas e farofa com farinha seca (a amarela). Creme de bacuri como sobremesa. Delícia. Na volta, um grupo de bumba meu boi dançando em praça pública: turbilhão de cores e energia, um espetáculo para olhos e ouvidos. Arrepio. Projeto reviver. Gratuito, numa das pracinhas do centro histórico, o mesmo que está abandonado, literalmente largado numa cidade que se alcunha de “ilha do amor”. Soube hoje que São Luís corre o risco de perder o título de patrimônio da humanidade: dinheiro da Unesco que flui pelo bueiro da ganância e da imoralidade de alguém que deve, agora, estar dormindo ou festejando alguma coisa por aí… Volto amanhã para a mesmice de sempre. Valeu a pena.

Anúncios

2 comentários sobre “Diário de viagem 7– sexta

  1. Aff que adorei e aguei rsrs com essa viagem (diário) e com os nomes dessas iguarias tb!rsrs Não conhecia arroz de cuxá, muito menos creme de bacuri! Podia contar o que é esse bacuri…Não fala assim um povo (sei lá de que parte, sul talvez) quando é menino pequeno?
    Beijuuss, amado, n.a.

    1. Querida, Bacuri uma fruta, muito comum “l pra cima”. O tal creme mesmo de uma delicadeza nordestina! Adorei! Os demais pratos so peculiares por contabda “vinagreira” a folha que d o tom no arroz de cux. So Lus como descrevi: cidade suja. O abandono total e irrecorrvel. Ainda assim, gostei de ter conhecido um pouquinho de mais esta capital brasileira. Daqui dois anos, no XXIV congresso, vai ser a vez de Campo Grande-MS. Vamos ver se animo a ir…

      Boa semana proc! beijinho 😉

      Jos Luiz Foureaux de Souza Jnior, Ph.D. http://blogdofoureaux.blogspot.com

      ________________________________

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s