Ficção minúscula

384086_280983748683728_1246718525_n

No começo era um olhar estranho. Nada de misterioso, mas a impressão de que alguma coisa estava fora de lugar, contra a corrente. A impressão era de que ele era relapso, vagabundo mesmo. Uma expressão moleque e descompromissada, não inspirava confiança. de repente, do nada, o pedido, humilde. A surpresa: rapidez e eficiência no que fazia. Interesse. Surpresa. nada indicava que coisa boa sairia dali. E o tempo foi passando, dois anos, algum convívio semestral e a eficência e a dedicação e o entusiasmo. Mais confiança. Depois veio o acidente. O braço imobilizado, a recuperação. Depois o intervalo, longo e nãopremeditado. Algum contato virtual, mas nada que adiantasse o que poderia vir a acontecer. Na volta a surpresa mais impactante: no corredor, sem o menor pudor (ops, uma rima!) o abraço e o beijo, assim, de repente…

Anúncios

2 comentários sobre “Ficção minúscula

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s