Relatório de viagem 1

Da janela vendo o castelo

Da primeira vez, comprei lá mesmo um caderno preto para anotar impressões dicas, descobertas e lembretes. Nada muito formal, nem preocupado com o que fazer depois… O volume, que ainda conta com algumas páginas em branco, continua numa prateleira, recolhendo poeira. De vez em quando, passo os olhos sobre aquelas páginas em que encontro a sequência das mais de cem fotos que tirei, durante as férias. Tudo aparentemente muito organizado. Uma viagem pode mesmo, de verdade, ser organizada? O elemento surpresa, quero crer, adiciona muito ao périplo que se deseja realizar. Isso dá saber à viagem. Muito mais isso que a contabilidade de compras e de lugares da moda que frequentei… Argh!

De outra feita, fui colocando aqui as impressões diárias. Já não era o mesmo tipo de viagem, não eram as férias. Um congresso pode também revelar aspectos inusitados da natureza humana, para além da impressão que fica pelo primeiro contato com uma terra desconhecida, uma gente  igualmente desconhecida, ainda que plantada no mesmo chão. Foi assim, da segunda vez. Ficaram as fotos, agora digitais, e as anotações que o blogue “eterniza”. Mais eterno que a lembrança gravada no subconsciente e as sensações vividas, o blogue não pode ser, não está em seu alcance…

Agora um retorno a Portugal. Nem férias, nem congresso, um périplo “acadêmico”. Volto a Portugal, quinze anos depois da primeira viagem. E a crise econômica na “zona do euro” se fez sentir, de forma implacável! Em vez de fazer um diário, resolvi fazer este relatório, depois: com visão retrospectiva a seleção de impressões pode até perder em intensidade, mas ganha em acuidade.

A fonte

Uma resposta para “Relatório de viagem 1”

  1. Nov(a)ela da viagem a Portucalia? Adoro! Aguardo os próximos capítulos, com as impressões acuradas, embora a posteriori. Sei que não perderão a intensidade, porque você é sempre superlativo – na dose certa – para contar bons ‘causos’. Tenho certeza que irei rir, fazer muchochos e viajar por lá, ilusoria e agradavelmente, com seu relato Beijinhos, saudades. Angel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: