Questão

As três perguntas/respostas abaixo foram publicadas na Revista Bravo! Já fui assinante dela, mas a extrema diversificação de sua pauta e uma insistente necessidade de parecer “moderna” e atender aos pós-modernistas de plantão – tomando como parâmetro uma suposta intelligenza paulistana (como se o Brasil se resumisse àquele trapézio geo-político-cultural) – não renovei a assinatura. […]

LET 877 – 6

Pra começar, vamos retomar dois trechos, um de cada conto, a saber: 1. “O corpo”, Clarice Lispector “Xavier chegou com uma fome que não acabava mais. E abriu uma garrafa de champanha. Estava em pleno vigor. Conversou animadamente com as duas, contou-lhes que a indústria farmacêutica que lhe pertencia ia bem de finanças. E propôs […]

Sábado(s)

Acordei há pouco… Sonequinha sagrada dos sábados, a única que não atrapalha o sono da noite… Acordei e vi minha mão “olhando” (como dizem os gaúchos) um filme na televisão: Nixon, com Anthony Hopkins. Elenco soberbo, atuação impecável deste mestre da arte de ser ator, mas uma história triste, melancólica, quase depressiva. A figura do […]

LET 874–5

Sobre Fernando Pessoa… Difícil, complexo, multifacetado, amplo  e rico… falar de Fernando Pessoa. Um gênio. A postagem de hoje refere-se a ele. Por um lado, Mensagem. Uma espécie de releitura de Os lusíadas, numa chave diferente: a da melancolia. Para além do período entre guerras, Portugal se via diante de um impasse do destino: o […]

Contramão (?)

A poesia tem dessas coisas. Acredita-se, ingenuamente, nem que seja por breve período de tempo, que a poesia revela beleza. E é verdade, mas , não apenas no sentido de denegar o “resto”. Afinal, como “delimitar” o conceito de “beleza”? Só a subjetividade já daria pano pra manga numa pretensa discussão sobre o assunto. Assim, […]