Fábula triste

Será que os doutos teóricos das/nas “universidades” (?) brasileiras ainda não conseguiram conceituar “fábula triste”? Será por quê? Será que poderia existir uma “fábula trágica”? Vamos perguntar aos “universitários” (do Sílvio Santos). Quem sabe eles sabem… Pois é. Há que fazer um pouco de graça, dado que as nuvens carregadas não querem saber de deixar […]