Ainda uma vez

Ainda não acabei de ler o livro de Martim Vasques da Cunha. Um cartapácio de 628 páginas de puro deleite para os olhos e o cérebro de qualquer leitor interessado. Ele leva o título de A poeira da glória: uma (inesperada) história da literatura brasileira. Atenção: só usei “cartapácio” por soar bem, me agrada, é uma palavra bonita, conspícua, elegante. Nada de pejorativa aqui. O livro de Martim, até onde o li, é estupendamente gostoso, ácido, demolidor, sensato, vertical e abrangente. Fez-me lembrar da História da Literatura Brasileira (outro cartapácio!), de Carlos Nejar, de que gosto imenso. Sei que muita gente, mas muita gente mesmo, torce o nariz para o livro do Carlos Nejar. Imagino se puserem os olhos no livro de Martim. De um jeito ou de outro, gosto dos dois. Recomendo os dois. Mesmo! De verdade! Ainda quero falar sobre esse livro aqui, o do Martim, mas em outro momento. Por conta dele, no entanto, só vou registrar o trecho de um poema de Mário de Andrade que ele analisa. Faço o registro e deixo qualquer comentário circunscrito à esfera da possibilidade. Afinal, hoje é sábado…

martim

Desque me fiz poeta e fui trezentos, eu amei
Todos os homens, odiei a guerra, salvei a paz!
E eu não sabia! eu bailo de ignorâncias inventivas,
E a minha sabedoria vem das fontes que eu não sei!
Quem move meu braço? quem beija por minha boca?
Quem sofre e se gasta pelo meu renascido coração?
Quem? sinão o incêndio nascituro do amor?…
Eu me sinto grimpado no arco da Ponte das Bandeiras,
Bardo mestiço, e o meu verso vence a corda
Da caninana sagrada, e afina com os ventos dos ares, e enrouquece
Úmido nas espumas da água do meu rio,
E se espatifa nas dedilhações brutas do incorpóreo Amor.
Por que os donos da vida não me escutam?
Eu só sei que eu não sei por mim! sabem por mim as fontes
Da água, e eu bailo de ignorâncias inventivas. (ANDRADE, Mário de. Poesias completas. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2013, p. 542, v. 1.)

mario

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s