Impedimentos

th (2)

Final de semana de festa e de lamento. De festa porque houve comemoração de quatro aniversários: irmão, duas tias e uma prima. Ada um no dia, mas todos na passagem de Agosto para Setembro. O lamento vai por conta da Darcy Sueli que foi embora… de vez. Uma prima “torta”: na verdade, filha de uma irmã adotada de uma tia. Era afilhada de minha mãe. Fez a primeira comunhão com o mesmo vestido (de casamento) de minha mãe. Ainda existe isso: primeira comunhão. É tanta coisa que não existe mais, é tanto padre fazendo e falando o que não parece estar tradicional e canonicamente contextualizado em seu “perfil”, tanto católico que age e pensa como qualquer coisa, menos como católico. Já não sei mais…  Foi um final de semana agitado, coroado com um almoço em casa, para comemorar o aniversário de meu irmão. E hoje é segunda-feira. Nenhuma novidade. Amanhã, também sem novidade, há de ser terça-feira, ainda que um tanto incomum: a realização de uma colonoscopia pedida pelo médico que vai me acompanhar daqui por diante. Isso está mais parecido com um diário que com outra coisa… Será que era para ser diferente? Na verdade, meu intuito hoje era escrever um texto comentando outro texto publicado por um ex-aluno em sua página no Facebook. No entanto, neste exato momento, quando precisava selecionar, copiar e colar o texto dele numa página em branco do word, para apor meus comentários, o Facebook não está permitindo a minha entrada em minha própria página. 0045iste explicação “lógica” pra isso? Aliás, agora, neste exato momento, o Facebook não “abre” de jeito nenhum e nós, pobres mortais, ficamos assim, a ver navios, ignorantes de causas e efeitos que nos incomodam um tanto. Ficamos assim então, embasbacados com o incêndio do museu no Rio, e a vida normal do carioca que não vai se abalar com isso. Se não é isso, é a vergonha redobrada pelos resultados mais que péssimos de estudantes brasileiros do ensino fundamental e médio, que uma vez mais, assinaram a própria declaração de analfabetos funcionais: Língua Portuguesa e Matemática estão se tornando aramaico arcaico e iídiche antigo, coisas que pouquíssimas pessoas sabem, pelo menos, no imenso território de pindorama. Tristes trópicos… Paro por aqui.

th

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s