Chatice

Resultado de imagem para chatice

A menina abre a boca e repete chavões, frases feitas, repetições “politicamente corretas” – ai que preguiça! –, faz caras e bocas, veste-se como todo mundo que pensa que está “na moda”, olha com desdém para quem não age, pensa, sente como ela – com perdão pelo cacófato – e, assim, as coisas continuam a não se renovar, a não inovar, a não criar, e a pequena projeção, hoje nem tão pequena assim, continua senso considerada algo imprescindível. E não é…

O homem diz impropérios aos borbotões. O bonezinho ultrapassa as raias do ridículo. Nem vou comentar sobre a roupa e o tem de voz do gajo esse. Pois. Ele fala impropérios e mais impropérios, faz cenas que beiram o teratológico – declino do direito de entrar no mérito da questão, se é que tem mesmo mérito… –, depois recebe reprimenda (já tinha recebido outras) e acaba por ser transformado em estandarte de uma causa que causa incômodo: uma vítima?

O outro garoto abre a boca e grita. Grita e faz careta. Faz careta e grita. Ele acredita que é assim que se canta. Disseram pra ele que é assim que se canta. Não estou a negar o talento do guri, mas sustento meu argumento. Ops… uma rima.

De um e de outro jeito o que permanece é a certeza de que a chatice, a superficialidade, a ignorância e a tendência à homogeneizar tudo, de nivelar tudo por baixo, de usar conceitos descontextualizados. Em uma palavra: uma chatice.

Resultado de imagem para chatice
Anúncios

Um comentário em “Chatice

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s