Bem feito!

A historieta que segue, li na postagem de um amigo querido, o Segismundo Pinto, de Lisboa. Gostei imenso, como se diz por lá. Há que esclarecer, para aqueles que porventura (ainda) não saibam, que, em Portugal, “talho” é o mesmo que açougue. Creio que em matéria de vernáculo, esta é a única observação a fazer. Quanto à historieta, é exatamente o que eu faria se pudesse, se a circunstância o permitisse e se a ocasião se apresentasse. A lição que fica tem minha absoluta concordância…

Joao Correia

3 de setembro às 04:44. 

“Hoje, o Director do meu banco veio comprar ao meu talho. Em primeiro lugar, fiz com que ele se sentasse numa cadeira cerca de trinta minutos enquanto fazia outras coisas. Quando me apeteceu, perguntei-lhe o que queria, ao que ele respondeu que queria hambúrgueres.

Respondi-lhe que agora, SÓ vendemos hambúrgueres às sextas-feiras.

Ele pediu salsichas e eu disse-lhe que SÓ as vendemos das 8h30 às 10h00 às terças e quintas-feiras.

Face a isto, ele pediu um frango cortado em quatro.

Dei-lhe o frango, as facas e a tesoura e disse-lhe que tinha de cortá-lo sozinho. Tal como eu esperava, ele respondeu que não sabia fazê-lo e que esse era o meu trabalho.

A minha resposta foi que, por ser a primeira vez, iria ajudá-lo, mas de agora em diante ele deveria fazer isso sozinho, porque as instruções sobre como fazer isso, estão disponíveis no site e na App móvel. Então, ele pediu-me para falar com o gerente, e respondi-lhe que, se ele não solicitasse uma reunião, seria completamente impossível falar com ele.

No fim, ele pegou no frango e num chouriço, mas cobrei-lhe, além do custo dos dois, a respectiva Comissão de Manutenção pelo corte do frango e pela atenção dispensada por ele não ter a conta *ENTRECOSTO MEGA GOLD PLUS* que o compromete a comprar dois entrecostos master gold a cada 15 dias.

Consegue imaginar que lá no talho, tratamos os clientes assim?

Bem, é exactamente assim que os bancos nos tratam, além de lhes confiarmos o nosso dinheiro, quando ELES vão para a “m€rd@”, temos que ser nós a resgatá-los com o dinheiro de todos.

Eles deveriam ter-nos um pouco mais de respeito, digo eu.

Deixe a história circular um pouco para ver se chega à Banca e se ganham um pouco de vergonha.

*O talhante do seu bairro sempre consigo!*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: