Categoria: Esparsos

  • (In)explicações

    Os detalhes são preciosos, como o metal. Cada curva, cada aspecto da textura. Uma flor “perfeita”. E imaginar que é feita de ouro! Perfeição, dizem, não existe. Pois, para aquela joia, só faltava o perfume para completar isso que não existe, dizem, a prefeição… Um pedacinho de metal esverdeado. Pontos cinza-prateados, compondo, com linhas amarelas, […]

  • Detalhes

    Vovô Batista, pai de minha mãe, veio da Itália já com treze anos, se não estou enganado. Contam que vovó Cecília nasceu a caminho do Brasil. Posso estar enganado, de novo! O sangue italiano, em que pese meu sobrenome francês, fala mais alto. Vovô Batista era muito “delicado”. Quando a gente chegava na casa dele, […]

  • Idéias quase minhas, mas sinceras…

    Sei que para ensinar tenho de continuar a estudar, a ler e a aprender. Como alguém costuma dizer, para se ensinar bem até a letra C é preciso dominar as matérias até pelo menos à letra M: é preciso uma grande força de vontade e um bom domínio do que se ensina para se antecipar […]

  • Entroncamentos

    Cena 1   A mulher já teve muitos relacionamentos depois que se divorciou. Sempre apanhou dos homens com quem viveu. Jamais fez uma queixa oficial na polícia. Os dois filhos, meninos pequenos, viam tudo e não podiam fazer nada. O tempo passa. O filho mais velho se torna policial. “Por acaso” ele está numa sala […]

  • Passe, repasse

    Não sei se blog é lugar de colocar textos alheios. Também não sei se não é… Sei que é espaço para escrever e ler! Há quem não goste de ler… nada, nem blog. O que é que eu posso fazer??? Eu gosto de ler! Ops, uma rima! Mas o fato é que essaa duas “práticas insanas” […]

  • Resenha

    Um dos livros de que gostei nos últimos tempos. Fala sobre a leitura e a aventura da escrita desvendada pela leitura. Fala da estupides humana também, por tabela. Fala de coisas aparentemente sem utilidade, mas que rasuram definitivamente qualquer superfície, não apenas a de papel. É o livro de Fernando Baéz: História universal da destruição dos […]

  • Pílulas

    Na verdade, são tantas as coisas que passam pela cabeça da gente, que fico sem saber o que registrar. Uma outra coisa é a curiosidade de saber quem poderia ler o que eu escrevo. esta curiosidade faz parte do ser humano, como uma construção biológico-cultural. Este misto de coisa e essência, este fenômeno que não […]

  • Recomeço

    Amanhã é feriado no Brasil, 12 de outubro, dia de Nossa Senhora Aparecida, dia da criança… Deve haver um punhado de outras comemorações embutidas nesse dia. Para mim é o retorno das aulas que, atrasadas, recomeçam por aqui. Para minha própria surpresa, reencontrei todos os textos que coloquei num blog que tive, enquanto fui assinante […]

  • O texto que segue não é meu, mas diz coisas com as quais concordo, nas quais penso. Coisas que fazem sentido. E fazer sentido anda tão trabalhoso… Nós bebemos demais, gastamos sem critérios. Dirigimos rápido demais, ficamos acordados até muito mais tarde, acordamos muito cansados, lemos muito pouco, assistimos TV demais e raramente estamos com […]

  • Este é um poema de Drummond que diz muito do que eu penso. Não é preciso comentar mais nada! De tudo ficou um pouco Do meu medo. Do teu asco. Dos gritos gagos. Da rosa ficou um pouco. Ficou um pouco de luz captada no chapéu. Nos olhos do rufião de ternura ficou um pouco […]