Tag: Academia

  • Sobre ex-libris

    Uma das atribuições de um acadêmico é realizar conferências, quando convidado, quando possível, sempre que necessário. assim foi a algum tempo, quando, na sede da Academia Municipalista de Letras, em Belo Horizonte fiz uma conferência sobre ex-libris. Segue a conferência. Delírios de um diletante Há três métodos para ganhar sabedoria: primeiro, por reflexão, que é o […]

  • Saudação

    Como acadêmico da ALACIB-Mariana, uma de minhas funções é saudar novos membros, quando assim decidido pela diretoria. Logo, no sábado passado, fui mais uma vez a isto: fiz as boas vindas a Rodrigo Barreto Esquárcio que vai ocupar a cadeira de nº 16, patrono: Monterio Lobato, Segue o discurso. O que dizer para ou o […]

  • Retomada

    Semana truncada, para não dizer complicada. Feriado atravessado – com perdão da rima paupérrima. Dispepsia intestinal. Mais preguiça, muita preguiça. Notícias não muito alvissareiras de longe, do litoral. Mais uma semana, em nada e por nada, igual às outras, em que pese o fato de ser exatamente igual às outras. Vai entender. Por isso o […]

  • Das chatices que vêm com o tempo

    “Protágoras de Almeida e Castro é um leitor com alto índice de acuidade exegética. O que diz sobre o romance acerca do qual comenta é notável. Com justeza e sinceridade, faz afirmações coerentes e adequadas ao material que compõe a narrativa que lê. Conhecedor que é da obra do autor sobre o qual se debruça, […]

  • Lembrando

    Mexendo em algumas coisas no computador, para matar o tempo e tentar vencer o tédio desse dia bobo, o domingo… Nessa modorra abissal, escutando o baticum de uma tal de Ludmila a quem chamam de cantora… Deparei-me com o texto que li no dia de minha posse na Alacib… Vale pelo dia… Ler Caio Fernando […]

  • Sensatez

    Acabo de ler o sensato texto (abaixo) na página da Revista Carta Capital (http://www.cartacapital.com.br/sociedade/precisamos-falar-sobre-a-vaidade-na-vida-academica). Deixando de lado as picuinhas que costumam pulular na disputa pela “audiência” inteligente na/da terra brasilis – sobretudo o que se refere a “revistas” informativas -, penso que a sensatez de quem escreveu o texto é inquestionável. Bem… Nem tanto! A […]

  • Surpresa

    Descobri Leandro Karnal por conta de um amigo virtual de Campo Grande-MS que me mandou um pequeno vídeo desse professor de História que me deixou estarrecidamente feliz. A partir daí, comecei a, de vez em quando, escutar suas palestras e vídeos disponíveis pela “rede”. Neste que aqui partilho um, em especial, por conta da passagem […]

  • Três pontos

    São apenas três perguntas e três respostas. Sua contundência (como parece ser a nova “moda” em certos círculos) é incontornável! João Adolfo Hansen (JH), no tópico de que trata a entrevista feita com ele pela equipe da Revista de História (RH) é implacável e diz tudo o que eu penso. Mas sou apenas mais um […]

  • Tese(s)

    UMA TESE É UMA TESE Mário Prata Sabe tese, de faculdade? Aquela que defendem? Com unhas e dentes? É dessa tese que eu estou falando. Você deve conhecer pelo menos uma pessoa que já defendeu uma tese. Ou esteja defendendo. Sim, uma tese é defendida. Ela é feita para ser atacada pela banca, que são […]

  • A tese: impressionante…

    O texto que segue foi escrito e publicado em 1999. Mais de dez anos! Nenhuma correção ou atualização (conforme o novo “acordo” ortográfico) foi feita. Impressionante é o fato de que o conteúdo ainda tem um frescor que lembra a pele jovem e saudável, como a dos “atores” que fazem comerciais dos mais diversos produtos… […]