São Tomé

Ando numa maré de quase absoluta desconfiança. O substantivo – com três acepções, aparecido no século XV, segundo o Houaiss – significa disposição de espírito que leva as pessoas a não fiar nos outros; falta de confiança; característica do que está agastado; agastamento, desagrado, zanga; falta de esperança. Penso que não é preciso acrescentar mais nada. Assim, […]

Diário coimbrão 41

Tenho a impressão de que, pela primeira vez na vida, cheguei perto de experimentar o que é a agorafobia. Sabe-se lá o que é se sentir absolutamente preso no meio de gente absolutamente desconhecida, falando uma língua conhecida, mas com um sotaque muito particular que faz com que as vezes mais pareçam estalidos estranhos. O […]

Choque

A perversidade da lógica exposta na entrevista é chocante de tão contundentemente inquestionável. Resta uma pergunta: terá sido mesmo o tal entrevistado o autor??? Em tempo de desconfiança inerente, a pergunta não se cala! O texto que segue me foi enviado por uma amiga muito querida. Partilho com ela das mesmas apreensões´. resta dizer que […]

Vox populi, vox dei

sem palavras (minhas!)   O BRASIL EM CHAMAS “Brasil só é futebol…” Milton Nascimento e Fernando Brant Waldo Luís Viana* Um dos livros que mais me encantou, do escritor Henri Lefevbre, sobre os dois anos anteriores à revolução francesa, falava sobre o povo com a falta de pão. A rainha lhes dizia, que comessem brioches, […]