Tag: Camões

  • Três vezes Camões

    Mário Cláudio é um escritor interessante. Dele já li alguns livros, um dos quais, soberbo: Retrato de rapaz e o não menos soberbo, As batalhas do Caia. Em ambos, a marca da escrita romanesca deste português bem humorado, de um humor fino e sofisticado, simples no falar e no tratar com o outro. O primeiro […]

  • 31 dias

    Um mês. Um mês pode ter 31 dias. Um mês pode ter 29 ou 28 dias, dependendo do fato de o ano ser bissexto ou não. Um mês pode ter 30 dias. Depende… Um mês. Trinta e um dias. Faz um mês (e um dia!) que escrevi por última vez aqui. Preguiça? Claro! Grande novidade… […]

  • Para LET874

    Abaixo, leem-se dois poemas que compõem o livro Mensagem, de Fernando Pessoa (ortônimo). São o primeiro e o último, respectivamente. Leia-os com atenção!! BRASÃO Os campos O dos castelos A Europa jaz, posta nos cotovelos: De Oriente a Ocidente jaz, fitando, E toldam-lhe românticos cabelos Olhos gregos, lembrando. O cotovelo esquerdo é recuado; O direito […]

  • Imagem

    De noite (ou no escuro!), todos os gatos são pardos… De perto ninguém é igual… Quem vê cara não vê coração… As aparências enganam… Por fora bela viola, por dentro pão bolorento… O adagiário popular está repleto de expressões similares. Todas elas falam de aparência, de imagem. O verbete no dicionário, não deixa dúvidas, quanto […]

  • Sombras

    Estavas, linda Inês, posta em sossego De teus anos colhendo doce fruito, Naquele engano da alma ledo e cego, Que a fortuna não deixa durar muito, Nos saudosos campos do Mondego, De teus fermosos olhos nunca enxuito, Aos montes ensinando e às ervinhas, O nome que no peito escrito tinhas. (Camões, III, 120) Não. Não […]

  • Leonor

    “No 1.º de Fevereiro de 1780 cheguei a Salvaterra, e conheci logo pelo modo com que me recebeu a princesa do Brasil, dona Maria, que a Família Real, não obstante as cartas fulminantes do General de Província e de Aires de Sá, estava muito a meu favor. As Princesas mesmas me facilitaram uma ocasião de […]

  • Poemas

    Hoje estou com preguiça de escrever. Dizem que a preguiça é o menos grave dos pecados… Por que ela não deixa que você cometa os outros… Pelo sim, pelo não, só não para não ficar sem escrever nada, reproduzo alguns poemas de que gosto… Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, Muda-se o ser, muda-se a […]

  • Final

    Os jogos pan-americanos chegam a seu final. O Brasil está em terceiro lugar, como vem acontecendo há alguns anos já!… E o que é que fica disso como lição? Penso que a mesma coisa de ontem: o tempo passa, as coisas mudam. Por falar em mudança… dá-lhe Camões: Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, Muda-se […]

  • De novo

    Vamos fazer uma pequena lista do que supostamente se apresenta como novidade produzida pela “vênus platinada” das telecomunicações na terra brasilis. Vênus um tanto balzaquena, diga-e… 1. O milionário em casamento falido, mulherengo e pai de uma adolescente mimada, perturbada e sem senso de nada… 2. A ninfeta virgem e simples, do interior, vinda de […]

  • Para LET874 – 6

    Dizem que finjo ou minto Tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto Com a imaginação. Não uso o coração. Tudo o que sonho ou passo, O que me falha ou finda, É como que um terraço Sobre outra coisa ainda. Essa coisa é que é linda. Por isso escrevo em meio Do que não está […]