Tag: Coimbra

  • Mesmerizar

    Diz o dicionário Priberam acerca deste verbo: ([Franz Anton] Mesmer, antropónimo [médico alemão, 1734-1815] + -izar); verbo transitivo – utilizar o magnetismo animal e o hipnotismo na cura de doenças em; causar muito agrado ou fascínio a. = encantar, fascinar, magnetizar. Este é o verbo que vai ter o adjetivo derivado “mesmerizante”. O adjetivo, por […]

  • Diário coimbrão 47

    Subtítulo: cerimônia do adeus 2 Engraçado… Faz alguns dias tenho visto alguns filmes pela internete (a televisão está queimada desde Março) que me fazem pensar no tempo que assa, nas amzades, no fato de estar voltando… Fora as coincidências de filmes que tratam de idade que chega e o tempo que passa vi hoje um […]

  • Diário coimbrão 46

    No fim, tudo dá certo. Se não deu certo é porque ainda não é o fim. Com esta frase, mais ou menos literal, a personagem de Judy Dench (esplendorosa, como sempre) termina o filme The best exotic Marigold hotel. Uma delícia de filme passado na Índia. Uma delícia! Um libelo a favor da melhor forma […]

  • Diário coimbrão 44

    Subtítulo: estertores Não faço ideia de quanto tempo faz que comecei a gostar desta palavra: estertor. Gosto de usá-la no plural, em sentido figurado. Seu sentido dicionarizado não é dos mais simpáticos: s.m. Medicina, ronqueira da respiração dos moribundos; agonia. Ronquidão característica das pessoas que sofrem de certas moléstias do aparelho respiratório. O sentido figurado […]

  • Diário coimbrão 38

    O brasileiro detido em Timor Leste vai passar por exames para despistar o resultado de doença contagiosa. O texto da notícia era quase literalmente este. O que me chamou a atenção foi o verbo “despistar”. Usamos este verbo no sentido de tirar a atenção, confundir.  iludir, atrapalhar. Aqui ele é usado no sentido de “eliminar”. […]

  • Diário coimbrão 37

    Era pra ter sido na sexta-feira. Será que foi porque foi 13? Sexta-feira 13? Dizem que é dia de má sorte. Que não se deve passar embaixo de escada. Trocar de caminho se cruzar com um gato preto. Essas coisas de crendice popular… Vai saber… A minha sexta-feira treze foi muito boa, reveladora, um encanto. […]

  • Diário coimbrão 28

    Subtítulo: tertúlias dominicais Mais uma semana… Mais um domingo… sem pé de cachimbo… Os eflúvios do álcool passam, lentamente, sem deixar rastros… A torporformização da melancolia de mais um dia cinzento e molhado vai tomando conta do ambiente que ainda insiste em se alimentar das risadas, das palavras, dos pensamentos e do afeto partilhado entre […]

  • Diário coimbrão 27

    Subtítulo: paralelos Por aqui é paragem; no Brasil, parada. Faz sentido. Parada é o ato, a ação de parar. Paragem é o lugar. Aqui é autoclismo. No Brasil, descarga. Sem comentários. No Brasil, eu saco dinheiro do caixa eletrônico. Aqui, eu levanto dinheiro do multibanco. Rapariga, aqui. Mulher, moça, menina, no Brasil.  O folclore está […]

  • Diário coimbrão 24

    Subtítulo: banais prazeres Parece coisa combinada. Depois de um agradável almoço com Carlos Reis numa churrascaria local – chama-se Gauchão, mas os atendentes vieram de todas as partes do Brasil e o conceito de rodízio é um tanto peculiar…  – algo aconteceu, inesperadamente. Mas o almoço foi agradável. Carlos Reis é um conversador nato, tem […]

  • Diário coimbrão 23

    Voltando aos prélios culturais pelas sendas coimbrãs, aproveitei o intervalo entre nuvens pesadas, acompanhei o sol, brilhante, lavado, exuberante e dei umas voltas depois do almoço, comme d’abitude aos domingos por aqui. Muito frio, muito vento, mas o sol impôs-se, caminhei mais um tanto e descobri um rochedo que me fez pensar em histórias e […]