Tag: Eça de Queiroz

  • Lembranças

    Nos idos de 2006, quando eu ainda acreditava haver qualquer possibilidade de vitória sobre o empuxo das forças do mal que me arrastavam na corrente de desilusão e ceticismo, propus projeto de pesquisa, no âmbito de um programa de iniciação científica. A proposta foi aprovada. Um estudante ganhou uma bolsa e desenvolveu a pesquisa de […]

  • De finais e de começos – conclusão

    Pois muito bem. Pode ser que a leitura dos trechos que aqui divulguei não tenha sido suficiente para entender a minha proposta de leitura. Dizendo melhor, talvez os trechos não tenham colaborado para esse fim, em lugar da leitura que pode ter sido proveitosa. Num ou outro caso, só me resta dizer que, para não […]

  • De finais e de começos IIB

    Nesse passo final da apresentação dos elementos que operacionalizam o meu exercício de leitura, cabe apresentar o trecho final de O crime do padre Amaro, também do Eça de Queiroz. Este trecho mostra algumas personagens do romance, entre elas o próprio Amaro, ao pé da estátua de Camões. O mesmo local que aparece relatado ao […]

  • De finais e de começos IIA

    Dando andamento ao meu exercício, passo a considerar o último capítulo de um romance caudaloso: Os Maias, do Eça de Queiroz. Lembro-me, ainda no tempo do mestrado, de uma discussão acerca da grafia do nome do escritor português: Queiroz, Queirós, Queiros ou Queiróz? Muita saliva, muita gritaria, argumentos os mais inusitados e NENHUMA conclusão. Afinal […]

  • Três livros e três mulheres: Luíza

    Ou seria Luísa? A seguir os parâmetros da Língua Portuguesa falada na península, bem que poderia ser com “s” e não com “z”. Firulas… Desta vez, o romance vai para Portugal, contemplar o mar com os pés na terra, a sonhar, delirar, imaginar e perceber, como Eça o autor. De começo, faço referência um sujeito […]

  • Passado

    Na minha proverbial e incorrigível vibe de preguiça (ai como eu abomino essa gíria…) resolvi colocar aqui um texto que escrevi nos anos 90 do século passado. Nossa! Parece uma coisa tão antiga… Nem verificar nos arquivos do blogue pra ver se já tinha sido postado eu verifiquei. Então aí vai, para aproveitar eu falei […]

  • Detalhe

    Já escrevi sobre “José Matias”, um conto do Eça de Queiroz. Ou será Queirós? Vai saber. Já vi estas duas formas e imagino que deve haver mais uma ou duas perambulando por aí… Fato é que, salvo tropeço de memória, já escrevi sobre o conto. Uma história estranha. Um homem que se apaixona por uma […]