Das chatices que vêm com o tempo

“Protágoras de Almeida e Castro é um leitor com alto índice de acuidade exegética. O que diz sobre o romance acerca do qual comenta é notável. Com justeza e sinceridade, faz afirmações coerentes e adequadas ao material que compõe a narrativa que lê. Conhecedor que é da obra do autor sobre o qual se debruça, […]

Missão

  Na maré de desânimo e falta de incentivo em que me sinto imerso, o texto que segue me faz respirar e acreditar que alguma coisa faz sentido. Digo isso porque se afirmasse que sou obrigado a fazer determinadas coisas estaria dizendo apenas parte da verdade. Ainda há espaço, na minha cabela pelo menos, para […]

Aprendizagem

Houve um tempo em que, para se comer uma pamonha de milho verde, levava-se quase um dia todo. Primeiro colher as espigas ou, se já colhidas estivessem, descascá-las – tomando cuidado para preservar as palhas melhores, para embrulhar as pamonhas -, limpá-las – tirar aquele “cabelinho” era muito custoso -, lavá-las e raspá-las “até o […]

Chatices

Faz muito tempo que não escrevo nada. Preguiça, saudade, opinião, indignação, material didático: os assuntos variam muito. Resolvi voltar hoje por conta de um texto que li no Facebook e de que gostei dadas as circunstância de mudanças propostas pelo governo interino que se instalou no Planalto. Especificamente, meu intuito é expressar minha concordância com […]

Sensatez

Acabo de ler o sensato texto (abaixo) na página da Revista Carta Capital (http://www.cartacapital.com.br/sociedade/precisamos-falar-sobre-a-vaidade-na-vida-academica). Deixando de lado as picuinhas que costumam pulular na disputa pela “audiência” inteligente na/da terra brasilis – sobretudo o que se refere a “revistas” informativas -, penso que a sensatez de quem escreveu o texto é inquestionável. Bem… Nem tanto! A […]