Palavra fazendo arte

      São três livros em seguida. Uma trilogia da qual me dei conta somente na leitura do segundo livro. Os três apresentam uma voz narrativa única: um sujeito de idade, de origem judaica, em estado de emergência, pra não dizer terminal. Um senhor cuja mãe se matou e, por isso, deixou cicatrizes fundas […]

Releituras

“O inesperado convite, dirigido ao mestre por Giuliano Lorenzo de’Medici, para que executasse em Roma um programa de obras extraordinárias, libertaria Salai, e ao menos tempo­rariamente, da dolorosa emulação que sustentava com Melzi. Irmão de Leão X, o papa reinante, Giuliano requeria do Homem um conjunto de maravilhosas benfeitorias, a empreender nos jardins do Belvedere. […]

Leitura… deleite…

Um homem, devagar recorda e degusta as memórias que tem de sua amiga. Fala em primeira pessoa sobre ela e sobre si mesmo. Muda para o registro plural, um “nós” indefinível, para fazer corroborar muitas das passagens que vai cosendo ao longo de seu relato. Para quem? Não se sabe. Mas aqui, do outro lado […]

Quem conta um conto…

O sorriso nos lábios, sem mostrar os dentes. O olhar umidamente luminoso. O guardinha ficou atônito, para não dizer arrogante. Parou. Encarou o sujeito. E, arrogante, quase autoritariamente, para na frente do sujeito e demanda seus documentos. Quatro outros militares cercam o sujeito ao lado de seu carro. Saltam, falando no walkie-talkie (é curiosidade geral […]