Tag: Filosofia

  • Presente de Natal

    Li o livro. Na verdade, reli o livro. A lembrança insistente – prazerosamente insistente – da pergunta do Artur, com sua voz mansa e profunda me levou à releitura. Que prazer. Nada a mudar naquele momento de susto, com a pergunta direta sobre o autor. Assim, na lata. Num início de noite de outono, com […]

  • Sobre o egoísmo e seus derivados

    O texto abaixo é o capítulo 8 do Livro IX de Ética a Nicômano, de Aristóteles. Peguei o texto na internete, digitando o título na barra de busca. O Dr. Google foi generoso. Penso que é muito pertinente o que ele fala, pra variar um pouco… Boa leitura! Também se discute a questão de se um […]

  • Primórdios IV

    Tentativa de estabelecimento de categorias do Existencialismo na obra de Graciliano Ramos: Angústia Introdução             A grande motivação deste trabalho nasce da perspectiva, cada vez mais instigante, de tentar um discurso teórico-críti­co que consiga estabelecer de maneira definitiva, a relação intrínseca entre Literatura e Filosofia. Em que medida podemos afirmar que uma e outra se […]

  • Entre os dois, meu coração balança

    Dois verbos que, a princípio parecem antagônicos e excludentes: lembrar e esquecer. Mas só parecem. Na verdade, um não existe sem o outro, quando usados para expressar o que quer que seja, em uma oração, para expressar qualquer coisa. De fato, um não existe sem o outro. É só parar e pensar um pouquinho. O […]

  • Barbáries

    Barbáries… O que dizer delas? Sobre elas? Há muito já dito. Talvez haja muito ainda a dizer. Quem pode saber… O tempo, pai de tudo, senhor de TODO o conhecimento sabe. Mas não revela. Enquanto isso, divirto-me com esse senhor que me diverte. Piada? Não. Reconhecimento. Uma “aula”. Mais uma”! Divirtam-se!

  • Domingo inteligente

    Fui pego de surpresa e me agradou muitíssimo ver este vídeo até o fim! Vale a pena! Acresce a admiração e a saudade de Rogério Miranda de Almeida, a pessoa responsável por muito do que aprendi a gostar em literatura, sobretudo Graciliano Ramos. Um homem inteligente, perspicaz, sarcástico e divertido. Dele já li dois livros. […]

  • Experiência

    Mais uma que recebi. Internete também tem coisas boas, interessantes, úteis… Como gosto, fico alegre quando recebo, leio, encontro, alguma coisa que me faz pensar nem que seja um pouquinho só. É diferente da minha vizinha que grita o dia inteiro, gasta água sem controle e reclama da Prefeitura porque a caixa está quase vazia, […]

  • Rubem Alves: mais uma vez

      Eu gosto, até agora, de tudo o que o Rubem Alves escreve. Não julgo o mérito do seu discurso, não condeno suas ideias a priori, não discuto a plausibilidade de suas argumentações. Eu simplesmente gosto de ler o que ele escreve. Não o conheço pessoalmente… Jamais o ouvi ao vivo e a cores… Gosto […]

  • Eros e Tânatos: a vida, a morte, o desejo IV

      Nessa direção, reproduzo aqui, pela terceira e última vez, um trecho do livro que, me parece, se não é a sua síntese, chega muito perto disso. O trecho está na página 112, quando o autor vai tecendo suas considerações teleológicas acerca do Banquete. Diz ele que “o falar de amor já é sintomático de […]

  • Eros e Tânatos: a vida, a morte, o desejo III

      O passeio que o autor faz pela Filosofia, na sua incansável busca por elementos que sustentem a hipótese de uma resposta para a pergunta obsedante de Santo Agostinho: eminência parda que, com sua sombra instigante, vai cobrindo os caminhos percorridos pelo autor, é deslumbrante. Ao contrário do que poder-se-ia imaginar, a sombra não atrapalha, […]