Tag: Heteronímia

  • Achados e perdidos

    Entre uma e outra aula, às vezes, a gente deixa a cabeça voar pelos infinitos campos do pensamento e o espírito plana no planeta palavra. Os astros são poucos, mas os corpos celestes inúmeros, como elas, as palavras. Surpreendentes coisas/entes de utilidade múltipla, de malícia aliciante, cuja abrangência não tem limites, não e pode medir. […]

  • Tédio

    Houve um tempo em que os estudantes usavam uniforme. Todos iguais nas filas formadas para entrar em sala de aula. Filas imensas, organizadas por altura, começando dos mais baixos. Em colégios confessionais, como o Salesiano, por exemplo, antes de entrar para as salas de aula, um padra fazia uma pequena prédica – geralmente versava sobra […]

  • Pra não dizer…

    Pra não perder o ritmo, pra não deixar de publicar postagem hoje, pra não dizer que não falei de flores, coloco aqui um poema que me toca cada vez que o leio, sempre e mais. Um poema que é bastante conhecido, que já foi interpretado de várias maneiras, por muitos artistas. Um poema… Mais um […]

  • Sem título

    Entre uma e outra aula, às vezes, a gente deixa a cabeça voar pelos infinitos campos do pensamento e o espírito plana no planeta palavra. Os astros são poucos, mas os corpos celestes inúmeros, como elas, as palavras. Surpreendentes coisas/entes de utilidade múltipla, de malícia aliciante, cuja abrangência não tem limites, não e pode medir. […]

  • LET 874–5

    Sobre Fernando Pessoa… Difícil, complexo, multifacetado, amplo  e rico… falar de Fernando Pessoa. Um gênio. A postagem de hoje refere-se a ele. Por um lado, Mensagem. Uma espécie de releitura de Os lusíadas, numa chave diferente: a da melancolia. Para além do período entre guerras, Portugal se via diante de um impasse do destino: o […]