Instantâneo do cotidiano

Aguardava eu, na fila do Carrefour da Pampulha, pela minha vez de passar os produtos que comprei. Esperava antes de faixa azul no chão. Nela estava escrito qualquer coisa parecida com: espere aqui e, quando possível, outro caixa será aberto para atendê-lo. Claro que isso não aconteceu enquanto eu esperava. Mas aconteceu algo que me […]

Machado, de novo

Acabei de reler Dom Casmurro e estou terminando a leitura das obras de Santa Tereza d’Ávila, cheguei à “Quinta morada” hoje. Creio não ser possível, assim, de cara, sem mais nada, estabelecer qualquer relação entre os dois textos. Um é cético, a outra, fervorosa in extremis. Nem vou tentar. Peguei agora essa mania de ler […]

Guerra e paz

A primeira vez foi no curso de admissão no colégio Salesiano. Presidi o “conselho de classe”, formado por cinco alunos. Tivemos que escolher um professor para ser o tutor. Os colegas queriam o Carlos Aberto, professor de Português – foi numa de suas aulas que passei pela primeira experiência de assédio e bullying. A consequência […]

Inexplicável

Dessas coisas que a lógica mais sofisticada não consegue explicar. Vinte e dois indivíduos que gastam tempo e esforço para correr atrás de uma bola, com o objetivo de coloca-la dentro de um quadrado com uma rede e, ó estupidez, ganham fortunas para tanto. A generalização aqui é permitida, o que não quer dizer que […]

Tédio

Houve um tempo em que os estudantes usavam uniforme. Todos iguais nas filas formadas para entrar em sala de aula. Filas imensas, organizadas por altura, começando dos mais baixos. Em colégios confessionais, como o Salesiano, por exemplo, antes de entrar para as salas de aula, um padra fazia uma pequena prédica – geralmente versava sobra […]