Tag: Jorge Luis Borges

  • Lacuna

    Certo “fenômeno” teve lugar durante o doutoramento. No seminário de Literatura Comparada, o último da ‘serie, a professora pediu que lêssemos A montanha mágica, do Thomas Mann. Um verdadeiro cartapácio. Ainda não tive oportunidade (e vontade!) de reler o romance. No entanto, ficou na memória o dito “fenômeno”. Ocorre que, entre os comentários feitos pela professora, […]

  • Viagens “porteñas”

    Há um texto de Borges “Pierre Menard, autor do Quixote”, que sempre me intrigou. De cara, põe-se uma questão relevante: a que gênero pertence este texto. Que fique claro que não sou sócio vitalício do clube que congrega aqueles que não vivem rotular um gênero num texto. As desculpas são esfarrapadas. Os resultados, tendem a […]

  • Não foi…

    Era para ter sido uma palestra. “Era para ter sido”. Gosto do som desta expressão. Poderia ter usado “Era para ser” ou “Teria sido”. Mas não. Gosto da complexidade da expressão inicial. Sonoramente mais contundente… Ops… mais uma rima… Pois é… Era para ter sido uma palestra. Mas não foi. Foi uma posse, um lançamento, […]