Lusitanidades

Acabei de ler os dois últimos livros escritos por um simpático e jovem escritor português, o João Tordo, a quem tive o prazer de conhecer em Zagreb, entre 2008 e 2010, quando lá vivi. São eles: Ensina-me a voar sobre os telhados e A mulher que correu atrás do vento, respectivamente. Dele já tinha lido […]

Achados e perdidos

Entre uma e outra aula, às vezes, a gente deixa a cabeça voar pelos infinitos campos do pensamento e o espírito plana no planeta palavra. Os astros são poucos, mas os corpos celestes inúmeros, como elas, as palavras. Surpreendentes coisas/entes de utilidade múltipla, de malícia aliciante, cuja abrangência não tem limites, não e pode medir. […]

Três dedos de prosa

Ele se senta diante da tv para assistir aos programas “mundo cão” enquanto faço a caminhada diária de quatro mil e quinhentos metros. Forçada. Um esforço imenso para dar conta de me levantar da cadeira, me trocar e fazer a bendita caminhada. Ordens médicas. Prefiro isso a pagar uma “academia” onde vou ter que enfrentar […]

Surpresa promissora

Um romance dramático. Sim. Estaria eu, com isso, criando um novo subgênero narrativo? Um primo jovem do conto, do romance e da novela? Nem de longe. Não está em mim tal desfaçatez. Claro está que toda a quantidade enorme de tinta que foi gasta para preencher o fruto do desmatamento de áreas imensas para fabricação […]