Três dedos de prosa

Ele se senta diante da tv para assistir aos programas “mundo cão” enquanto faço a caminhada diária de quatro mil e quinhentos metros. Forçada. Um esforço imenso para dar conta de me levantar da cadeira, me trocar e fazer a bendita caminhada. Ordens médicas. Prefiro isso a pagar uma “academia” onde vou ter que enfrentar […]

Surpresa promissora

Um romance dramático. Sim. Estaria eu, com isso, criando um novo subgênero narrativo? Um primo jovem do conto, do romance e da novela? Nem de longe. Não está em mim tal desfaçatez. Claro está que toda a quantidade enorme de tinta que foi gasta para preencher o fruto do desmatamento de áreas imensas para fabricação […]

Dois poemas de sensibilidade

Uma pequenina luz Jorge de Sena Uma pequenina luz bruxuleante não na distância brilhando no extremo da estrada aqui no meio de nós e a multidão em volta une toute petite lumière just a little light una picolla… em todas as línguas do mundo uma pequena luz bruxuleante brilhando incerta mas brilhando aqui no meio […]

Releituras

“O inesperado convite, dirigido ao mestre por Giuliano Lorenzo de’Medici, para que executasse em Roma um programa de obras extraordinárias, libertaria Salai, e ao menos tempo­rariamente, da dolorosa emulação que sustentava com Melzi. Irmão de Leão X, o papa reinante, Giuliano requeria do Homem um conjunto de maravilhosas benfeitorias, a empreender nos jardins do Belvedere. […]