Memória quase secular

Era Domingo. Vovô, sentado ao lado, na poltrona verde, com o tradicional Continental sem filtro aceso no canto da boca, olhava. De vez em quando, se levantava e tomava sua igualmente tradicional pinguinha de domingo. Papai, Tio Fernando e Tio Francisco, tomando cerveja picavam papel, gritavam, bebiam cerveja e choravam. O tempo todo chorando. Os […]

Ábacos e astrolábios

O relógio marca sete horas e cinco minutos. Exatamente. O ponteiro pequeno no sete e o grande no “I”. A numeração romana, ainda antiga, mostra o quatro com “IIII”. O relógio está parado desde as sete horas e cinco minutos de um dia qualquer no passado. Um passado não muito remoto, na verdade, mas passado. […]

Delicadeza e prazer

Duas palavras que podem levar leitor desatento a equívoco. Desliza da atenção ou da indução inconsciente que podem ser outros instrumentos desta experiência reveladora que é o equívoco. Sobretudo quando provocado por terceiros. Parece não ser bem este o caso aqui. Não sei se o número ideal para um equívoco é dois. Pode ser três. […]