Escuridão

Hoje, no Jornal Hoje (corro o risco de ser chamado de coxinha por assistir a este canal. Não me importo. Aliás, coxinha é um salgadinho gostoso, unanimidade nacional, está presente em todo tipo de festa. Logo… Espero que quem ler estas linhas tenha acuidade para perceber a ironia… Pois bem, voltando ao jornal, estava eu […]

Mais poesia

Confesso que, de vez em quando, tenho preguiça da poesia chamada “moderna”. O adjetivo é impróprio e impropriamente utilizado no corrente linguajar das gentes. Isso porque, a cada época, em cada pedaço de tempo, o moderno se apresenta, sempre, como um passo adiante em relação ao status quo da situação. Pleonasmo? Redundância? Sei lá… O […]

Para LET874 – 8

  No âmbito da atualidade, que tema pode ser apontado como central neste poema? Em que medida ele expressa posicionamento poético que dialoga com a História da Literatura Portuguesa? Justifique.Hora Sinto que hoje novamente embarco Para as grandes aventuras, Passam no ar palavras obscuras E o meu desejo canta — por isso marco Nos meus […]

Para LET873 – 8

Abaixo, vocês têm três micro histórias de Dalton Trevisan e dois poemas concretos de Augusto de Campos. Tente fazer um comentário, falando sobre aspectos que podem ser considerados comuns entre os dois conjuntos de textos. Acrescente alguma coisa sobre a relevância de ambos os conjuntos para o desenvolvimento da Literatura Brasileira.   Criança  Dalton Trevisan […]

Para LET873 – 7

Abaixo seguem trechos de três manifestos vanguardistas que exerceram influência no desenvolvimento do Modernismo brasileiro e um excerto de um poema e Mario de Andrade. O que se pede hoje é o seguinte: 1. Quais são os traços comuns encontrados nos três trechos dos manifestos? 2. Como se pode articular estes “traços comuns” na/pela leitura […]

Para LET873 – 6

Moça linda bem tratada Mário de Andrade Moça linda bem tratada, Três séculos de família, Burra como uma porta: Um amor. Grã-fino do despudor, Esporte, ignorância e sexo, Burro como uma porta: Um coió. Mulher gordaça, filó, De ouro por todos os poros Burra como uma porta: Paciência… Plutocrata sem consciência, Nada porta, terremoto Que […]

Para LET873 – 4

Postula-se que a Idade Média resgatada por Bandeira seja de feição portuguesa, uma vez que o próprio poeta admite ter sofrido uma forte influência da literatura portuguesa em sua produção poética, informação que é atestada por meio de cartas e crônicas escritas por ele. Em uma crônica intitulada “Presente”, de seu livro Crônicas da província […]