Uma mulher: Isabela

Pois bem… nos idos anos 70 do século passado, regularmente, tínhamos um almoço na casa dela. Chicken and bens… peito de franco om ervilhas num molho de queijo. Refeição regada a muita cerveja, nas tardes melancólicas de sábado ou nas folgas de quarta-feira. O noviciado da Companhia de Jesus era sensato e bastante liberal, na […]

Um artigo – final

Em “Sargento Garcia”, a consciência do protagonista marca fundamentalmente a expressão de sua subjetividade e o leva a confessar, por meio do discurso interior, as sensações e efeitos provocados pela experiência. Os diálogos entre as personagens – inteligentemente camuflados no discurso duplicado do narrador/protagonista – confirma a importância da voz interna do sujeito narrador. É […]

Um artigo – terceira parte

Ao mostrar as consequências que a ausência do amor acarreta na estabilização de identidades performáticas, a obra do autor gaúcho encara os efeitos da perda de certezas que o descentramento político promovido pelos minoritários talvez pudesse vir a acarretar. Este apresenta, de fato, a trama político-discursiva em que se constituem e se enredam os sujeitos. […]

Um artigo – segunda parte

A segunda etapa… A narrativa do mito relata acontecimentos que se seguiram ao retorno do rei Agamêmnon a Argos. Após o assassinato do monarca e comandante da guerra de Tróia, Egisto e sua cúmplice, a rainha Clitemnestra, voltaram-se para Orestes, o filho caçula do rei morto, uma vez que eliminado o herdeiro legítimo do trono, […]

Um artigo – primeira parte

Anteontem, comentei sobre a pergunta que me foi feita ao final de uma conferência sobre três cartas a compor a correspondência entre Alberto de Oliveira e António Nobre. A pergunta foi, indubitavelmente, uma provocação. Uma provocação incisiva. Uma provocação incisiva e quase agressiva. AO mesmo tempo, uma provocação debochada como a querer desmoralizar os quase […]

Do prazer da leitura

Já são três os livros que dele eu já li. Devo dizer, com muito prazer. Já não me lembro como e porque cheguei nele. Sei que o primeiro que li, salvo engano de memória – que já não anda lá uma Brastemp… O ofício obriga a ler e reler muitas coisas, a mesma obra de […]

Outros assuntos

Faz onze anos que comecei este blogue. Dá pra acreditar? Há quem acreditar sem dar mesmo… (ops…). Onze anos. Nesta retomada (mais uma de muitas, miríades delas nesta década mais um ano de existência escrita), ando falando mito de livros e, uma ou duas vezes, “rebloguei” (ai que palavra horrorosa!) alguma coisa. Às vezes por […]