Um poema, duas leituras

Carlo Drummond de Andrade escreveu um poema que, desde a primeira vez que o li – já não me lembro quando foi – causou-me impressão. Falei sobre ele inúmeras vezes quando das aulas de Literatura Brasileira e de Literatura Comparada. Sempre gostei dele. É um poema que não me faz chorar, como “Confissão de itabirano” […]

Pensando…

O texto reproduz toda a nossa e nossos políticos contemporâneos! LEIA por favor.Finalmente um pouco de lucidez na esquerda. De onde surgiu o Bolsonaro? (por Gustavo Bertoche – Dr. em Filosofia ) Desculpem os amigos, mas não é de um “machismo”, de uma “homofobia” ou de um “racismo” do brasileiro. A imensa maioria dos eleitores […]

Palavra fazendo arte

      São três livros em seguida. Uma trilogia da qual me dei conta somente na leitura do segundo livro. Os três apresentam uma voz narrativa única: um sujeito de idade, de origem judaica, em estado de emergência, pra não dizer terminal. Um senhor cuja mãe se matou e, por isso, deixou cicatrizes fundas […]

Pequeno diálogo instigante

A: Na graduação, aluna da Prof. Dra. Eunice Gai, numa disciplina que enfocava o romance português do século XX – acho que até os anos 70, entre tantas obras a serem lidas, deparei-me como Aparição, de Vergílio Ferreira. Sofri, penei a leitura. Neorrealismo português, questões agrárias pontuavam a análise, mas a crítica consagrou-o como um […]

Da chatice

Um: a mãe. Ela aparece como uma cadeirante que desconfia do filho. Bisbilhoteira e “sensitiva”, acaba por desvendar certos passos do “mistério”, mas sem interferir diretamente e definitivamente sobre ele. Como em outras oportunidades, é um tanto conivente. Neste caso, em particular, não se envolve na trama, nem se faz de companheira como em outras […]

Dois poemas de sensibilidade

Uma pequenina luz Jorge de Sena Uma pequenina luz bruxuleante não na distância brilhando no extremo da estrada aqui no meio de nós e a multidão em volta une toute petite lumière just a little light una picolla… em todas as línguas do mundo uma pequena luz bruxuleante brilhando incerta mas brilhando aqui no meio […]