Poema insólito

E o mimimi  naquele lugar, aquele em que as pessoas se dizem “de respeito”, continua. Eu fico com vontade de escrever, mas titubeio porque pode ser que não consiga. Há de haver alguém que goste e alguém que não, dizendo, num e noutro caso, que não sei dizer o que digo, que não sei escrever. E a […]

Fábula triste

Será que os doutos teóricos das/nas “universidades” (?) brasileiras ainda não conseguiram conceituar “fábula triste”? Será por quê? Será que poderia existir uma “fábula trágica”? Vamos perguntar aos “universitários” (do Sílvio Santos). Quem sabe eles sabem… Pois é. Há que fazer um pouco de graça, dado que as nuvens carregadas não querem saber de deixar […]

Uma carta

Acabo de ler a carta que segue, enviada como mensagem por um amigo de quem gosto imenso, o Paulo Meyer. Não acrescento sequer um comentário. Com isso, não quero dizer que somente ele está certo e todo o resto da população brasileira, errado. O desabafo do médico, autor da carta, é mais que legítimo e […]