Sombras

Estavas, linda Inês, posta em sossego De teus anos colhendo doce fruito, Naquele engano da alma ledo e cego, Que a fortuna não deixa durar muito, Nos saudosos campos do Mondego, De teus fermosos olhos nunca enxuito, Aos montes ensinando e às ervinhas, O nome que no peito escrito tinhas. (Camões, III, 120) Não. Não […]

Respeito

Neste semana que está a findar, vi, na televisão, uma reportagem que mostrava cinquenta (salvo engano) pessoas ”socadas” numa van com capacidade para seis. Que motivos terá alegado o dono da empresa, que conduzia a van, para convencer seus empregadas a se submeter a esta situação? Que argumentos terão sido considerados pelos “empregados” para seguir […]

Cartas

Entre as muitas agruras que podem ser lidas diariamente, é possível encontrar um oásis de poesia, sinceridade e delicadeza nas palavras de um ser humano. Nesses dias recheados de tragédias, incidentes vergonhosos, superficialidade, escrever passou a ser uma espécie de terapia. Neste rol, inclui-se a carta, a esquecida carta. Houve uma vez que, em casa […]