Voltando

Todos os dias, à mesma hora: fechar as janelas da casa. Pode ser prática que revela ume espírito recluso, um misantropo. Simultaneamente, pode revelar apenas espírito calmo e igualmente recolhido, mas não como isolamento, mas como cuidado, prazer de si. Fechar as janelas da casa, todos os dias, à mesma hora. Mais que rotina ou […]

Memória 2

Ah… as imagens que a memória afetiva guarda nessa “nuvem” etérea e volátil da memória… A uma hora dessas, quase sete da noite, eu já estava no quarto do hotel… Qual é mesmo o nome… já não me lembro… Mas era confortável em localização boa, uma visão panorâmica do lado sul da cidade… Gostei de […]

Diário Coimbrão 42

Subtítulo: passagem sevilhana Fui injusto. Fui muito injusto na última postagem. Fiz uma comparação entre as procissões dos “pasos de cruz y de palio”, em Sevilha e o desfile de escolas de samba no Rio de Janeiro. Injustiça inaceitável. Injustiça que eu cometi e que considero inaceitável. Injustiça sim. Injustiça contra a procissão espanhola. Não […]

Diário coimbrão 41

Tenho a impressão de que, pela primeira vez na vida, cheguei perto de experimentar o que é a agorafobia. Sabe-se lá o que é se sentir absolutamente preso no meio de gente absolutamente desconhecida, falando uma língua conhecida, mas com um sotaque muito particular que faz com que as vezes mais pareçam estalidos estranhos. O […]